DestaquesNotícias

Condenação de Daniel Alves por estupro gera reações opostas entre advogados

A condenação de Daniel Alves a quatro anos e seis meses de prisão por estupro gerou reações divergentes entre os advogados das partes envolvidas no caso. Enquanto os representantes da vítima comemoraram o resultado do julgamento, a defesa do jogador brasileiro anunciou que pretende recorrer da decisão.

“Estamos satisfeitos pela nossa cliente e por toda a justiça que foi feita”, afirmou um dos advogados da vítima. No entanto, ele ressaltou a necessidade de analisar mais detalhadamente a sentença para determinar se a condenação foi adequada do ponto de vista da defesa da mulher que acusou Daniel Alves de estupro. “É preciso avaliar bem a sentença. Temos tempo para revisar tudo e garantir que a gravidade da pena se ajuste aos acontecimentos”, acrescentou.

Antes do início do julgamento, os advogados da vítima haviam solicitado a pena máxima para o caso, que é de 12 anos de prisão, enquanto o Ministério Público havia pedido nove anos de cárcere. Por sua vez, a defesa do jogador buscava a absolvição de seu cliente. “Vamos recorrer. Ainda acreditamos na inocência do senhor Alves”, afirmou a advogada do atleta brasileiro, Inés Guardiola.

Quando questionada sobre a reação de Daniel Alves diante da notícia da condenação, a advogada afirmou que seu cliente está bem. “Ele está inteiro. Agora precisamos estudar a sentença com tranquilidade”, concluiu.

 

Botão Voltar ao topo
Fechar

AdBlock detectado!

Nosso site exibe alguns serviços importante para você usuário, por favor, desative o seu AdBlock para podermos continuar e oferecer um serviço de qualidade!