NotíciasPolítica

Caiado e ministro de Infraestrutura definem entregas de obras federais em Goiás

Intervenções devem facilitar escoamento da produção em região que contempla 2,6 milhões de hectares de terras agrícolas. GO-118 será transformada em rodovia federal
Após receber o ministro da Infraestrutura, Marcelo Sampaio, na manhã desta terça-feira (11/10), em Goiânia, o governador Ronaldo Caiado anunciou a federalização da GO-118, que corta a região da Chapada dos Veadeiros. Os gestores também confirmaram para o final de 2022 a entrega de contornos urbanos em Jataí e Aragarças, além da intensificação dos serviços de manutenção em rodovias.
Em coletiva de imprensa, Caiado destacou que esse conjunto de investimentos terá impacto positivo para o desenvolvimento de Goiás, já que facilita a logística para o setor agropecuário: “No Nordeste goiano, vamos abrir uma área produtiva de mais de 2 milhões de hectares de terras e, no Vale do Araguaia, serão 600 mil hectares de terras”, projetou.
As obras integram um pacote destinado à infraestrutura no Estado. Algumas intervenções já estão em andamento, como o contorno da BR-060, em Jataí, que será entregue em dezembro deste ano, e o contorno da BR-070, em Aragarças, que deve ser concluído ainda neste mês. Na BR-080, em São Miguel do Araguaia, a construção de uma ponte sobre o Rio Araguaia, no distrito de Luiz Alves, está com 60% de execução.
No caso da GO-118, a União deu sinal verde para a federalização da via, que passa a ser denominada unicamente como BR-010. “Temos trabalhado firme para estruturar esse Estado, que é uma potência. É o coração do Brasil, não só no agronegócio, mas um grande entroncamento logístico para o setor rodoviário”, destacou o titular do Ministério da Infraestrutura (Minfra).
Também presente na reunião com Sampaio, o presidente da Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra), Pedro Sales, apresentou o trabalho realizado para a recuperação e ampliação das rodovias estaduais. Hoje, a pasta possui mais de 50 frentes de serviço de pavimentação, restauração e duplicação em execução, com recursos superiores a R$ 1,2 bilhão de reais.
Goiânia
Em relação à construção de um anel viário no contorno de Goiânia, como alternativa para desafogar o tráfego nas BRs-153 e 060, o ministro garantiu que o projeto vai constar no novo contrato de concessão da via, a ser assinado em 2023. “É uma demanda que o governador trouxe, de forma muito clara: que a gente tenha o Anel Viário incluído dentro da nova concessão. É compromisso nosso”, respondeu.
No início do ano, a empresa Triunfo Concebra, atual responsável pela rodovia, anunciou que pretende devolver a concessão da BR. Em acordo com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), foi definido um prazo de 20 meses para o fim da relação contratual e um novo leilão deve ser realizado pelo governo federal em junho do ano que vem.
Também acompanharam a agenda o diretor-executivo do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Euclides Bandeira; o superintendente da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Goiás, Luiz Fernando Naves Sanches de Siqueira e o diretor de Planejamento da Goinfra, Ruimar dos Santos.
Fotos: Cristiano Borges
Secretaria de Comunicação – Governo de Goiás
 

Botão Voltar ao topo
Fechar

AdBlock detectado!

Nosso site exibe alguns serviços importante para você usuário, por favor, desative o seu AdBlock para podermos continuar e oferecer um serviço de qualidade!