DestaquesNotícias

Agrodefesa busca junto ao Ministério da Agricultura prorrogação do prazo de semeadura da soja em Goiás

Agência atende à demanda do setor produtivo ao encaminhar ofício da Faeg solicitando mais dez dias de prazo para o fim do plantio

A Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa), em atendimento à demanda do setor produtivo, encaminhou ao Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) ofício elaborado pela Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg) solicitando prorrogação de dez dias para a semeadura da soja no Estado. O calendário 2023/2024 em vigor estabeleceu o período de 25 de setembro a 31 de dezembro. No entanto, determinação do próprio Mapa já havia estendido o prazo para o dia 2 de janeiro.

“O que estamos pretendendo agora é ampliar em mais dez dias o prazo para o plantio, para que ele se encerre no dia 12 de janeiro. Isso ajudaria o produtor rural do estado que tem sofrido com as condições climáticas adversas”, defende o presidente da Agrodefesa, José Ricardo Caixeta Ramos.

O pedido ainda precisa ser avaliado pelo Ministério, que é responsável pela definição do calendário de safra em território nacional. “Queremos deixar claro ao produtor que estamos fazendo o que está ao nosso alcance para atender seus anseios. Assim que tivermos o posicionamento do Mapa vamos conferir ampla publicidade”, afirma a gerente de sanidade vegetal da Agrodefesa, Daniela Rézio.

Comunicação Setorial da Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa) – Governo de Goiás

Botão Voltar ao topo
Fechar

AdBlock detectado!

Nosso site exibe alguns serviços importante para você usuário, por favor, desative o seu AdBlock para podermos continuar e oferecer um serviço de qualidade!