Esportes

Judoca patrocinado pela Unimed Goiânia recebe homenagem do Comitê Paralímpico

No momento em que o mundo acompanha as Paralimpíadas 2021, o paratleta goiano Leonel Cunha Moraes Filho, 59, patrocinado pela Unimed Goiânia há mais de 20 anos, recebe condecoração do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), da Confederação Brasileira de Judô (CBJ) e da Federação Goiana de Judô (Fegoju). O Comitê está concedendo aos atletas medalhistas nas Paralimpíadas uma graduação de faixa para a kodansha, a faixa do 6º dan- coral (vermelha e branca), em reconhecimento ao legado dos atletas ao esporte.

Leonel Filho, primeiro Faixa Preta cego e agora 6° Dan do Brasil, é tricampeão Parapan, possui uma carreira brilhante, representando Goiás e a Unimed Goiânia no Brasil e no exterior. “Fiquei muito surpreso e emocionado quando me ligaram da CBJ. Eu nunca esperei conseguir essa faixa agora, é uma homenagem que costumam fazer para quem já morreu, em memória à carreira do atleta”, conta emocionado.

O judoca goiano de Petrolina de Goiás foi campeão brasileiro 20 vezes e participou de quatro Paralimpíadas. Foi bronze na de Seul, em 1988; 5º lugar em Barcelona (1992) e Sidney (2000) e classificou o Brasil em Atenas (2004). Em 1995, ficou em 3º lugar no Mundial nos EUA. Em 2005, conquistou o título Mundial de Judô.

Por causa da pandemia, Leonel pediu para receber a faixa em Anápolis-GO, para evitar uma viagem para o Rio de Janeiro, sede do CPB. Para Leonel, único atleta individual apoiado pela Cooperativa, o apoio da Unimed Goiânia durante todos esses anos foi decisivo para a conquista de tantos resultados expressivos na modalidade.

De acordo com o diretor de Mercado da Unimed Goiânia, Frederico Moraes Xavier, o esporte e a saúde devem sempre andar de mãos dadas. “É uma grande honra para a Unimed Goiânia apoiar o judoca Leonel desde o início da sua premiada carreira, principalmente pelo exemplo de superação de desafios que ele representa para a sociedade. Um dos nossos propósitos cooperativistas é promover ações que estimulem o cuidado da saúde das pessoas, por meio de atividades físicas, pelo esporte e para a vida”, ressalta o diretor de Mercado da Unimed Goiânia, Frederico Moraes Xavier.

História de vitórias

O campeão goiano perdeu a visão com 19 anos, num acidente automobilístico, em 1982. No ano seguinte, ele descobriu o judô e superou não somente seus adversários, mas também os preconceitos pelo fato de ter sido o primeiro atleta cego a praticar o esporte no estado. No início, pela falta de outros atletas com a mesma condição, Leonel competia com judocas de visão normal e chegou a ser campeão goiano. Em 1986, o tricampeão parapan-americano ingressou no judô para cegos.

Botão Voltar ao topo
Fechar

AdBlock detectado!

Nosso site exibe alguns serviços importante para você usuário, por favor, desative o seu AdBlock para podermos continuar e oferecer um serviço de qualidade!