Programa Papa Pilha é lei em Goiânia

8 de agosto de 2018
por

O prefeito Íris Rezende sancionou projeto aprovado na Câmara Municipal de Goiânia, que institui o Papa Pilhas. A proposta é do vereador Gustavo Cruvinel (PV) e prevê que estabelecimentos com mais de 20 m² que comercializem pequenos aparelhos eletrônicos e lâmpadas mantenham recipiente próprio para recolhimento de material a ser descartado. As empresas terão 30 dias, a partir da publicação da lei, para instalar os coletores.

 Com a nova lei, esses coletores receberão baterias, pilhas e pequenos aparelhos eletroeletrônicos, como celulares e câmeras digitais, por exemplo, além de lâmpadas fluorescentes. Todo o material recolhido deve ser destinado para a reciclagem, através de empresas e cooperativas que atuam na coleta seletiva. Os coletores devem ter medidas de 32×60 cm e colocados em lugares visíveis.

 Segundo o vereador Gustavo Cruvinel, a medida é positiva, pois incentiva a coleta seletiva e evita danos ao meio ambiente. “O cidadão muitas vezes não sabe onde fazer o descarte correto e, com o envolvimento das empresas, será mais fácil, evitando que metais pesados contidos nos equipamentos cheguem aos nossos recursos naturais”, defende o vereador.