Espuma suspeita no Córrego das Antas fazem ambientalistas suspeitarem de contaminação

8 de agosto de 2018
por

O GPA – Grupo de Proteção Ambiental – de Anápolis, recebeu neste segunda-feira (7) denúncia sobre a formação de uma espuma suspeita no Córrego das Antas. Após uma inspeção no local, ambientalistas suspeitaram da contaminação da água por despejo de cal e esgoto proveniente da rede da Companhia de Saneamento de Goiás (Saneago).

A Saneago, por sua vez, informou à uma equipe da TV Anhanguera que está investigando o ocorrido, que pode ser ocasionado por “lançamentos irregulares de esgoto não doméstico” em suas redes, causando o problema. A empresa afirmou ainda que a ETE – Estação de Tratamento de Esgoto – de Anápolis está funcionando perfeitamente e atende todos os requisitos e limites estabelecidos pelas leis.

Os ambientalistas, um dos pontos de despejo está bem próximo à Estação de Tratamento da Saneago, segundo denúncia feira por pescadores da região, que monitoraram as águas por oito dias antes de relatar o ocorrido. Durante a inspeção também foi encontrado o despejo de cal nas águas, o que é nocivo à fauna e pode ter ocasionado a morte de vários cágados que foram encontrados na região. O produto também causa a morte de peixes e demais animais que entrem em contato com o mesmo.

Como outras denúncias também já haviam sido feitas, os ambientalistas destacaram que providências são necessárias, já que não se trata de um ponto isolado.