Médico acusado de assédio moral e sexual retorna às atividades no Tribunal de Justiça

5 de junho de 2018
por

Envolvido em denúncias de assédio moral e sexual, o médico Ricardo Paes Sandre retornou hoje às atividades no Tribunal de Justiça de Goiás. Alterações na lotação do servidor tentaram fazer crer que tivesse deixado o Centro de Saúde (CS), local de origem da maioria das acusações e ambiente de trabalho de boa parte das vítimas. Mas isso não aconteceu: ele continua mantendo influência sobre o CS.

 

O número de denunciantes contra o médico só faz subir e hoje se aproxima de 40 pessoas, entre servidores do TJ, outros servidores públicos de departamentos por onde ele atuou e até pessoas que não teriam relação laboral com ele, que se dirigiram ao Ministério Público para relatar suas sombrias experiências com o médico.

 

A população goiana espera que o Tribunal de Justiça, defensor da Lei no âmbito estadual, tome as devidas providências no sentido de preservar a integridade desses servidores que se sentiram ofendidos com a conduta pouco condizente de um dos seus integrantes, notadamente porque há crime de ofensa sexual sendo denunciado.