Paulinho realiza agenda positiva para pagamento do transporte escolar para os municípios

AGM e FGM reuniram-se com a nova Secretária de Educação, e firmaram ação conjunta para restabelecer o compromisso com o transporte escola

10 de janeiro de 2019

Em reunião realizada no dia 09, na Secretaria Estadual de Educação, a Associação Goiana de Municípios, representada por Paulo Sérgio de Rezende e vários prefeitos, discutiram a atualização no pagamento do transporte escolar aos municípios .

Participaram da reunião os prefeitos Paulo Sérgio de Rezende (Hidrolândia), Haroldo Naves (Campos Verdes), Daniel Vieira Ramos (Bom Jesus de Goiás), Martinho Mendes da Silva (Alto Paraiso), Carlos Alberto Andrade (Goianira), Agostinho da Nóbrega Rodrigues (Trombas) e Pablo Correia Lopes (Valparaiso de Goiás) além de assessores da AGM, FGM e da Seduce.

Foi verificado que o contrato entre Estado e Municípios não foi empenhado para 2019, por falta de orçamento e, das 10 parcelas referentes ao ano passado,apenas 5 foram pagas, totalizando uma dívida de 47 milhões e 579 mil reais.

Paulinho apresentou a realidade dos municípios para a nova Secretária Estadual de Educação, Fátima Gavioli. As prefeituras transportaram cerca de 56 mil alunos pertencentes à rede estadual. O presidente da AGM, Paulo Sérgio, afirmou que o problema é muito grave e que a sua solução depende do esforço de todos. “Viemos aqui na busca de uma solução, sem a intenção de exercer qualquer pressão. Compreendemos a difícil situação do Estado, mas, para os municípios, ela é ainda pior e a população não quer saber quem é o culpado. Quer é a solução. Daí a importância de nos unirmos com esse objetivo”.

 A secretária Fátima Gavioli reconheceu a legitimidade da reivindicação,  mostrando-se muito preocupada com o problema uma vez que se aproxima o início das aulas e pediu a compreensão e a participação dos prefeitos. Para tanto, manteve contatos com os secretários de Governo e da Fazenda na busca de uma saída para o problema. “A situação é muito difícil, mas vamos superar. As dificuldades na pasta são muitas devido a falta de recursos do Estado. Queremos uma boa relação, de confiança, com os prefeitos e, com isso, me coloca à disposição dos municípios”.

Ficou definido que a questão será prioridade nº 1 da Secretaria de Educação, a qual, em reunião com a Secretária da Fazenda Cristiane Alkmin Junqueira Schmidt será apresentada como uma das cinco principais demandas de sua pasta. “A demanda principal será a solução para o transporte escolar”, garantiu.

“Não se trata de uma cobrança, uma insatisfação, e entendemos todas as dificuldades do governo que se inicia, mas uma forma de conseguirmos encontrar a solução”, finalizou Paulinho.