EntretenimentoNotícias

Programa Jovem Sustentável Aprendiz forma segunda turma para reinserção de adolescentes em conflito com a lei

As Promotorias de Justiça de Senador Canedo organizaram nesta quinta-feira a cerimônia de encerramento da segunda turma do programa Jovem Sustentável Aprendiz, iniciativa que busca a reinserção social de jovens em conflito com a lei e na qual 11 adolescentes se formaram. Proposto pelo Ministério Público, o projeto tem o objetivo de proporcionar aos participantes infratores uma formação humanizada, que possibilite reflexões e novas posturas pessoais, além dar suporte para a reinserção dos jovens na sociedade e no mercado de trabalho.

A realização do Jovem Sustentável Aprendiz é da 1ª e 2ª Promotorias de Justiça de Senador Canedo; do Juizado da Infância e Juventude da comarca e da Fundação Alphaville, com o apoio do setor empresarial e da prefeitura local. A cerimônia ocorreu no auditório do Fórum de Senador Canedo e contou com a participação dos familiares dos formandos, do procurador-geral de Justiça de Goiás, Lauro Machado Nogueira; do Prefeito Misael Oliveira; dos promotores de Senador Canedo, Glauber Rocha Soares e Marta Moriya Loyola; do coordenador do Gabinete de Gestão Integrada do Ministério Público de Goiás, promotor Bernardo Boclin; além de secretários municipais e envolvidos no programa.

Os certificados de conclusão foram entregues pelos adolescentes que integraram a primeira turma, da qual fez parte o jovem João Felipe Albuquerque. Em um depoimento franco, João Felipe disse aos formandos que o que ele queria dizer aos demais é que vale a pena seguir em frente e batalhar, já que a vida na rua “é só levando na cabeça, e agora eu tenho trabalho, dignidade e luto pelo que é meu”. Um representante dos empresários que apoiam o programa informou aos formandos que todos receberão oportunidade de emprego nos próximos dias.

Com uma carga horária de 180 horas-aula, distribuídas em atividades práticas e teóricas, as atividades foram desenvolvidas em uma sala de aula instalada no Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) do município. A sala modular de três contêineres é equipada com carteiras individuais, 20 computadores e ar-condicionado. Os alunos tiveram aulas de empreendedorismo, preparação para o mercado de trabalho, sustentabilidade, cidadania digital e permacultura (planejamento e execução de ocupações humanas sustentáveis).

O procurador-geral de Justiça, Lauro Nogueira, entregou ao aluno Eliseu Alves de Lima Silva e à sua mãe, Rosângela Alves, um certificado de Honra ao Mérito, por ter ele se destacado em assiduidade e comprometimento durante a realização do curso, iniciado em 6 de junho. Depois, os promotores do município levaram Lauro Nogueira e Bernardo Boclin para conhecerem a sala modular onde os alunos estudam e se preparam, bem como o jardim e a horta formados por eles durante as atividades. A ideia, segundo Marta Moriya e Glauber Soares, é ver este programa reproduzido em outros locais.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social do MP-GO

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar

AdBlock detectado!

Nosso site exibe alguns serviços importante para você usuário, por favor, desative o seu AdBlock para podermos continuar e oferecer um serviço de qualidade!