Número de infrações de trânsito cai no Estado

Multas apresentaram recuo de 8,2%. Excesso de velocidade ainda é a principal falha do condutor.

11 de janeiro de 2019

Não se sabe se é o valor da multa, a crise financeira ou a consciência que tem deixado os goianos mais educados no trânsito. O número de infrações de trânsito no Estado apresentou queda de 8,2% em 2018 na comparação com o ano anterior, passou de 3,21 milhões para 2,94 milhões. Por outro lado, na capital a situação é diferente. Em Goiânia, as multas aumentaram 10,17%, saindo de 919 mil para 1,01 milhão. O levantamento foi feito com dados do Detran-GO e considera notificações feitas por todos os agentes autuadores (Polícias militar e federal, Agetop, SMTs e Detran).

  O excesso de velocidade é a infração de trânsito mais cometida no Estado, 55%. Dos condutores flagrados no ano passado, 1,53 milhão trafegavam em velocidade até 20% acima do limite da via, 315,78 mil em velocidade de 20 a 50% acima do limite, e 53,53 mil acima de 50% do estabelecido.

  O hábito de usar o farol baixo aceso nas rodovias durante o dia ainda não se tornou unanimidade entre os goianos. No ano passado, foram feitas 330,33 mil autuações por esse motivo. Os condutores foram multados (R$ 130,16) e tiverem quatro pontos prenotados na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

  Outro comportamento do goiano preocupante no trânsito é a falta do uso do cinto de segurança. Em 2018, ocorreram 114,13 mil notificações pelo não uso do cinto. Outros 100 mil condutores foram flagrados avançando o semáforo vermelho ou a sinalização de pare. Ambas infrações são gravíssimas, o que rende sete pontos na CNH, além de multa.

Gravidade

  Segundo a Organização Mundial de Saúde, um aumento de 5% na velocidade média amplia em cerca de 10% os acidentes envolvendo lesões e de 20% a 30% as colisões fatais. O risco de um pedestre atingido por um carro a menos de 50 km/h morrer é de 20%. Porém, a chance de letalidade sobe para 60% se a pessoa for atropelada a 80 Km/h.

  A multa por excesso de velocidade varia de R$ 130,16 a R$ 880,41 dependendo da velocidade. O motorista ou motociclista ainda recebe quatro pontos na CNH, se estiver até 20% acima do limite; cinco pontos, se transitar entre 20 e 50%; 7 pontos se estiver conduzindo em velocidade superior a 50% do limite da via. Nesse caso, ele ainda responderá a processo administrativo que pode levar a suspensão da CNH.

Contramão

  Ao contrário do ocorrido no Estado, em Goiânia houve alta de 10,17% no número de multas. Durante o ano passado, foram lavrados mais de um milhão de autos, a maioria por excesso de velocidade (54%). A segunda infração mais recorrente foi o atraso na transferência do veículo (55.091), seguida de avanço de semáforo vermelho (42.169) e transitar em faixa exclusiva para veículos do transporte coletivo (41.368).

  A falta de espaço para estacionar em locais públicos também teve reflexo no ranking das infrações na capital. Mais de 24 mil condutores foram flagrados em 2018 estacionando em calçadas, ao lado de canteiros centrais, faixas de pedestres e outros locais proibidos. O uso ou manuseio do celular ao volante foi a nona causa de multa (16.291) e a falta do cinto de segurança a décima (15.593).

Ranking das infrações

Goiânia/2018

Excesso de velocidade (até 20% acima do limite) 480.728

Excesso de velocidade (Até 50% acima do limite) 75.193

Deixar de transferir o veículo em 30 dias 55.091

Avançar o sinal vermelho/parada obrigatória 42.169

Transitar em faixa exclusiva para ônibus 41.368

Deixar de usar farol baixo acesso durante o dia 36.816

Conduzir veículo sem licenciamento 29.939

Estacionar em calçada, canteiro, faixa de pedestre 24.303

Dirigir segurando ou manuseando celular 16.391

Deixar o condutor ou passageiro de usar o cinto 15.593

Goiânia/2017

Excesso de velocidade (até 20%acima do limite) 317.195

Deixar de usar farol baixo aceso durante o dia 812.452

Excesso de velocidade (Até 50%acima do limite) 46.237

Transitar em faixa exclusiva para ônibus 43.775

Estacionar em local proibido 41.830

Conduzir veículo sem licenciamento 36.173

Avançar o sinal vermelho/parada obrigatória 35.958

Estacionar em local/horário proibido por placa 27.568

Deixar o condutor ou passageiro de usar o cinto 22.128

Conversão em local proibido 20.332

Goiás/2017

Excesso de velocidade (até 20% acima do limite) 1.513.032

Deixar de usar farol baixo aceso durante o dia 559.539

Excesso de velocidade (Até 50% acima do limite) 323.572

Deixar o condutor ou passageiro de usar o cinto 172.996

Avançar o sinal vermelho/parada obrigatória 115.909

Deixar de transferir o veículo em 30 dias 108.051

Conduzir veículo sem licenciamento 81.378

Estacionar em calçada, canteiro, faixa de pedestre 63.376

Excesso de velocidade (Acima de 50% do limite) 56.359

Dirigir veículo sem CNH/PPD ou ACC 53.505

Goiás 2018

Excesso de velocidade (até 20% acima do limite) 1.535.519

Deixar de usar farol baixo aceso durante o dia 330.337

Excesso de velocidade (De 20% a 50% acima do limite) 315.788

Deixar de transferir o veículo em 30 dias 117.835

Deixar o condutor ou passageiro de usar o cinto 114.134

Avançar o sinal vermelho/parada obrigatória 100.103

Conduzir veículo sem licenciamento 74.228

Excesso de velocidade (acima de 50% do limite) 53.537

Conduzir veículo com defeito no sistema de iluminação 52.048

Transitar em faixa exclusiva para ônibus 46.585

(Fonte: Detran-GO, com dados da PM, PRF, Agetop e SMTs)