Goiânia

Estudantes acessam ambiente virtual para atividades pedagógicas

Alunos das escolas municipais de Goiânia já realizam suas atividades pedagógicas no ambiente virtual de aprendizagem, o Avah. Após processo de planejamento pedagógico, acolhimento e orientações por parte das instituições, os educandos iniciaram suas tarefas nesta segunda-feira (25/1) experimentando ferramenta mais rápida e reformulada.

O ano letivo teve início no último dia 21 de Janeiro, quando as instituições se reuniram, ainda que virtualmente, com famílias e educandos. O intuito foi apresentar às equipes diretiva e docente, além de orientar quanto ao uso do Avah. Cada escola tem seu ambiente próprio, além do acesso individual do aluno, permitindo que os professores e coordenadores pedagógicos possam acompanhar o desenrolar e evolução da aprendizagem. No entanto, as instituições vêm executando o planejamento desde o dia 19, a partir do qual cadastraram os alunos e, também, as atividades elaboradas. Assim, puderam organizar tanto as atividades disponibilizadas quanto o próprio atendimento às famílias e educandos.

Respeitando as recomendações de distanciamento social, as escolas criaram grupos em redes sociais, sejam elas WhatsApp ou Telegram, cada qual destinado a um agrupamento. A diretora da EM Honestino Monteiro, Líllian Campos, por exemplo, conta que as turmas foram divididas em grupos, com seus respectivos horários de aula e professores disponíveis em cada um para coordenar atividades e sanar dúvidas. Assim como ela, as demais instituições se organizaram desta forma para dar boas-vindas aos alunos nesse início de ano letivo.

Outra gestora que mostra satisfação com o início das aulas é Joselina das Dores Silva, da EM Francisco Matias. Ela afirma perceber grande interesse e busca dos familiares por informações, além da participação dos alunos desde o primeiro dia de aula. As atividades no Avah já estão em pleno funcionamento, com evolução e presença dos alunos acompanhadas pelos docentes e coordenadores pedagógicos, conforme orientado pela Secretaria Municipal de Educação. Como Lilian, ela também orientou a criação dos grupos de WhatsApp por agrupamento, personalizando o atendimento aos alunos. “De nosso quadro total de alunos, cerca de 80% já está online com as atividades. Aqueles que não têm acesso à internet serão atendidos com atividades impressas”, explica Joselina.

A Kelly Luiza, mãe do Bento, aluno da EM Francisco Matias, fala das impressões que tem acerca da ferramenta. Segundo ela, “passadas as adaptações com a própria tecnologia, a plataforma é bem fácil de manusear, com ambientes bem distribuídos”. O Bento já encaminhou suas primeiras atividades e recebeu feedback dos docentes, o que mostra a interação entre docentes e aluno.

Aprendizagem é a prioridade
O ano de 2020 trouxe grandes desafios para a Educação, dentre eles, a necessidade de adaptar os processos de ensino e aprendizagem frente ao contexto pandêmico causado pela Covid-19 e a consequente suspensão das aulas presenciais. Desse modo, o ensino remoto tornou-se uma realidade viável, mediante a implantação do Regime Especial de Atividades não Presenciais (Reamp), aprovado pelos conselhos Nacional, Estadual e Municipal de Educação. Com dedicação, as instituições educacionais, professores, estudantes e famílias buscaram várias formas de adaptações ao ensino remoto. Todo o processo é continuamente analisado e adequado conforme a realidade de cada etapa de ensino.

Visando o desenvolvimento dos processos de ensino e aprendizagem em 2021, foi elaborada a Matriz Curricular Estruturante 2020-2021, documento que norteia a construção das atividades pedagógicas. A matriz tem como base o Documento Curricular para Goiás-Ampliado, isto é, respeita conteúdos que devem ser aplicados em todo o Estado. O documento conta com as aprendizagens essenciais de cada componente curricular e retoma, inclusive, as aprendizagens nucleares do ano anterior. Caso seja necessário, haverá Habilidades do 1º ano no 2º ano, e assim consecutivamente, buscando reparar possíveis perdas da aprendizagem com o ensino remoto. Na prática, isso significa que, diante dos desafios impostos no ano passado, nenhum conteúdo será deixado de lado, preservando os educandos de qualquer prejuízo de aprendizagem.

A Educação não para e segue firme na busca de melhorias, com objetivo de preservar a saúde dos alunos e servidores e, ainda, oferecer um aprendizado de qualidade conforme a realidade pandêmica em que estamos.

Botão Voltar ao topo
Fechar

AdBlock detectado!

Nosso site exibe alguns serviços importante para você usuário, por favor, desative o seu AdBlock para podermos continuar e oferecer um serviço de qualidade!