Trapalhada de Heuler Cruvinel prejudica Daniel Vilela

7 de agosto de 2018

Candidato a vice causa desastre na chapa do MDB e é apelidado de “presente de Grego” e “cavalo de Tróia”, nas redes sociais

Recém chegado na oposição, o deputado federal Heuler Cruvinel (PP) mostra estilo totalmente diferente de Daniel, e põe em risco os planos emedebistas.

Heuler, que vem sendo apelidado de “presente de Grego” ou “Cavalo de Tróia” manifestou em entrevista ao O Popular que o partido e a campanha de Daniel pretendem utilizar da Força do Ministério das Cidades para garantir apoio dos prefeitos e, assim, vencer as eleições.

Esqueceu-se, no entanto, que as Eleições são gerais, e também para presidente da República, “o que contraria o artigo 73 da Lei 9504/97, praticando condutas vedadas aos agentes públicos”, segundo especialistas eleitorais, colocando em risco até o registro de candidatura de Daniel Vilela.

A manchete do jornal de maior credibilidade de Goiás estampou a notícia “PP aposta em Ministério para manter prefeitos”. Segundo Heuler, o governo tem alguns programas, mas “nós” temos o Ministério das Cidades que pode fazer parcerias com as cidades”.

As manifestações de contrariedade com a declaração ocorreram pelas redes sociais, mas não há nenhuma manifestação jurídica sobre o assunto.

Certo é que, o benefício já foi ofertado, e, o atrapalhado Heuler Cruvinel documentou a “promessa” e, basta um único prefeito aderir à artimanha política  para colocar em risco todo projeto de candidatura de Daniel Vilela.